Make your own free website on Tripod.com

A Fome e a Miséria no Nordeste Brasileiro

 

 

Renata Olivier Vilela Bragança

Secretária do Instituto Brasileiro de Advocacia Pública

 

 

 

São de assustar os estragos no NE. A seca está matando de fome e de sede, animais, homens, mulheres e crianças sem distinção. Fala-se muito que o culpado e o El Niño, doce ilusão. É nossa culpa. Somos nós que, através do voto, colocamos no poder homens e mulheres que não são capazes de antever as desgraças e se são, nada fazem para impedi-las. A seca todos os anos afeta a economia e a agricultura no NE e nada é feito para acabar com isso, ou pelo menos minimizar seus efeitos.

Atualmente 10 milhões de brasileiros passam fome no NE, são 1.029 municípios em estado de emergência e o País só tem condições de matar a fome da metade deste número gritante. Cinco milhões de pessoas vão continuar com fome.

O Governo está distribuindo cestas básicas, que não são suficientes, vale lembrar, e tentando emplacar programas que suavizem o problema. O Superintendente da SUDENE, Sérgio Moreira, é o responsável por esse "novo" programa do governo. O programa da bolsa escola, para cada criança na escola a família vai receber – pasmem - ˝ salário mínimo. Só uma pergunta, se é mínimo, como pode alguém receber a metade do mínimo?

Contingências nacionais....

A obtenção de donativos em todo país mostra o tamanho da solidariedade de nosso povo. Até quem sobrevive de doações está dividindo o pouco que tem com quem não tem nada. A mobilização é grande, inclusive entre as crianças que acionam escolas, parentes, vizinhos para ajudar os que estão morrendo de fome. Infelizmente todos esses esforços não serão suficientes para aplacar a ira da seca e da miséria.

Urge que realmente seja feito algo pelo nordeste. Se até no deserto é possível irrigar, plantar e colher, por que não no sertão?

O povo do nordeste brasileiro conta com a solidariedade do povo de outras regiões do Brasil para ajudar mais... porque se depender do governo.... muito pouco se poderá fazer pelas 10 milhões de pessoas em situação de penúria no Nordeste.

E a fome continua...

E ano que vem tem mais seca....

 

 

[ Volta à abertura ]